Bevtech

Filtros

Filtro Cerâmico Rocket R3 e R7

Processo filtrante mediante discos cerâmicos semi-ipermeáveis alimentados a baixa pressão em fluxo constante.

Referência R3 R7 Categoria

Filtro Cerâmico Rocket R3 e R7

Processo filtrante mediante discos cerâmicos semi-ipermeáveis alimentados a baixa pressão em fluxo constante, porosidade nominal igual a 0,2 mícron, sem utilização de coadjuvantes de filtração; por ex. farinhas fósseis. O produto a ser filtrado atravessa o septo filtrante deixando na superfície externa dos discos, os componentes sólidos a reter, o líquido filtrado que penetrou ao interior do disco cerâmico, é canalizado através de um coletor central. Os discos filtrantes são mantidos em constante rotação para permitir uma “auto” limpeza da superfície externa dos mesmos. Deste modo está garantida uma filtração de rendimento constante e de longa duração. Está previsto também, uma lavagem em contracorrente (back-wash) com o mesmo produto filtrado, sempre no intuito de manter limpa a superfície filtrante.

O filtro cerâmico ROCKET é adequado á filtração de produtos tais como, fundos de clarificação de sumos, mostos ou vinhos, borras de flotação, resíduos de filtração tangencial, etc… Não provocando nenhum aquecimento ao produto ou desnaturações, perdas de cor ou grau alcoólico, graças a um processo filtrante de baixa pressão e a um septo de filtração estabilizado. Baixo consumo energético, dimensões reduzidas do equipamento, simplicidade de uso e completa autonomia do processo.

Detalhes

Os filtros ROCKET são geridos por um controlador de logica programável (PLC), dotado de um painel de operador para a programação e a visualização dos parâmetros de processo, para um controlo semiautomático da máquina.

O filtro não necessita de operador presente durante a fase de filtração, o operador só deve estar presente durante todas as fases de lavagem quando for necessário a adição do detergente (soda/ácido).

O filtro ROCKET está equipado com os seguintes controlos automáticos:

• Controlo de falta de produto em alimentação, em caso de terminar o produto em tratamento a máquina pára e assinala a anomalia.

• Controlo de rendimento de funcionamento através de um medidor magnético de caudal, que no caso de o valor desça abaixo de um nível pré-determinado pelo operador, a máquina pára automaticamente e assinala a anomalia.

• Controlo de velocidade de rotação do conjunto filtrante mediante variador de frequência (inverter), conforme a velocidade programada pelo operador.

• Controlo do consumo elétrico (Amperes) do motor de rotação para determinar o nível além do qual o filtro atingiu a densidade máxima no interior da campânula.

• Controlo de presença de água para enxaguamento.

• Controlo de presença ar comprimido.

• Controles de presença líquida; estão instaladas sondas de presença de líquidos nas tubagens de modo a permitir o desenvolvimento e a monitorização correta das fases automáticas.

© Bevtech - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por Gavinha | Agência de Comunicação